Monthly Archives: agosto 2016

Ator que interpretou o Willy Wonka, morre aos 83 anos.
   Canal  Bang  │     30 de agosto de 2016   │     15:14  │  0

Gine Wilder, ator que interpretou Willy Wonka na primeira versão da Fantástica Fábrica de Chocolates, morreu nesta segunda-feira 28.

A triste notícia abalou os fãs do ator, Gine ficou famoso depois de sua espetacular performance no longa a Fatástica Fábrica de Chocolates de 1971. O ator sofria do mal de Alzheimer, diagnosticado a 3 anos, e devido a complicações com a doença veio a falecer. Além do trabalho que o tornou famoso Wilder trabalhou com o Roteirista Mel Brooks, parceria que rendeu frutos como: Os Produtores, Banzé no Oeste e o Jovem Frankenstein (obra que lhe rendeu uma indicação ao Oscar de melhor roteiro).

O ator intepretou o personagem Willy Wonka em “A fantástica fábrica de chocolate”

Junto ao ator Richard Pryor, Gine Wilder estrelou a brilhante comédia ‘Cegos, Surdos e Loucos’   de 1989, O Expresso Chicago de 1976 e Um Sem Juízo e Outro Sem Razão de 1971.

Em declaração a imprensa a família do autor disse:

“Nós entendemos toda os desafios emocionais e físicos que a situação dele causou e nós fomos sortudos – essa doença, diferente de muitos casos, nunca tirou a habilidade dele de reconhecer as pessoas próximas e não se apossou de sua personalidade gentil. A decisão de esperar até esse momento para falar dessa condição foi para que crianças que sorriem e dizem “olha o Willy Wonka” não precisariam ser expostas a um adulto doente e que causaria preocupação, confusão ou desapontamento. Ele não conseguia lidar com a ideia de um sorriso a menos no mundo. Ele continuou a apreciar arte, música e a beijar sua esposa dos últimos 25 anos. Ele dançou no casamento de seu filho, fez várias maratonas de filmes western pela tarde e aproveitou da companhia de seus entes queridos.”

Gene Wilder no filme “Cegos, Surdos e Loucos (1989)”.

Homenagem do Canal Bang a um dos mestres do humor.

Homenagem do Canal Bang a um dos mestres do humor.

O seu trabalho está eternizado em obras que nos farão rir e se emocionar. Gine Wilder foi um excelente intérprete, roteirista, humorista e pessoa. Sua ausência será sentida com muito peso por todos os fãs que seu trabalho tocou, eternamente imortalizado como Willy Wonka, o ator nos lembra como é importante sorrir e manter a criatividade e o senso de fantasia presente em nossas vidas.

Descanse em paz Gine.

por Adamah Freitas / Equipe Canal Bang

>Link  

5 teorias sobre Stranger Things!
   Canal  Bang  │     27 de agosto de 2016   │     2:36  │  0

Salve salve geeks, nerds, freaks, nostálgicos e fãs da Xuxa virando o disco ao contrário nos anos 80! No programa BANG dessa semana, listamos 5 teorias sobre o seriado que conquistou a todos nós. Venha conosco e desvende os mistérios de Stranger Things, mas antes, cuidado com o Demogorgon!

Não se esqueça de se inscrever no canal, faltam poucos inscritos para atingirmos a marca de 1k!

>Link  

Confira os lançamentos de setembro do DC Rebirth
   Canal  Bang  │     26 de agosto de 2016   │     20:38  │  0

DC-Rebirth-Previews-cover-Ivan-Reis-Joe-Prado-colorA DC Comics continua nesse mês de setembro o seu mega evento Rebirth, que, segundo os cabeças da editora, deve perdurar por mais de dois anos. Diversas revistas já estão em processo de encerramento de seus primeiros arcos, porém alguns destaques como Trinity só agora terão o lançamento de sua edição número 1. Confira:

7 DE SETEMBRO

Aquaman #6

Batman #6

Cyborg: Rebirth #1

Green Arrow #6

Green Lanterns #6

Harley Quinn #3

Nightwing #4

Supergirl #1

Superman #6

ASB1Banner2

14 DE SETEMBRO

Action Comics #963

All Star Batman #2

Batgirl & Birds of Prey #2

Deathstroke #2

Detective Comics #940

Hal Jordan and The Green Lantern Corps #4

New Super-Man #3

Red Hood & The Outlaws #2

Suicide Squad #2

Superwoman #2

The Flash #6

Wonder Woman #6

CYB_Cv1

21 DE SETEMBRO

Aquaman #7

Batman #7

Cyborg #1

Green Arrow #7

Green Lanterns #7

Harley Quinn #4

Justice League #5

Nightwing #5

Superman #7

Trinity #1

28 DE SETEMBRO

BLUE_Cv1

Action Comics #964

Batgirl #3

Batman Beyond Rebirth #1

Blue Beetle #1

Deathstroke #3

Detective Comics #941

Hal Jordan and The Green Lantern Corps #5

Suicide Squad #3

The Flash #7

Teen Titans Rebirth #1

Titans #3

Wonder Woman #7

Para mais notícias sobre o Rebirth da DC, fique ligado aqui no blog do Canal Bang.

>Link  

‘Homem-Aranha: De volta ao lar’ terá uma Mary Jane negra.
   Canal  Bang  │     20 de agosto de 2016   │     9:17  │  3

Sim meus amigos!  Mary Jane Watson estará no novo filme do Aranha, e não será ruiva como você está acostumado nas HQs. Segundo o site americano The Wrap  A atriz e cantora Zendaya irá interpretar Mary Jane, vivida anos atrás por Kirsten Dunst na trilogia de Sam Raimi.

A atriz e cantora da Disney, viverá o amor de Peter Parker.

‘Spiderman: Home Coming’ irá abordar um Peter Parker (Tom Holland) jovem, ainda na escola e tem um elenco de peso já confirmado: Michael Keaton (Abutre), Donald GloverMarisa Tomei (Tia May), Michael BarbieriMartin StarrKenneth ChoiBokeem WoodbineTony Revolori,  Logan Marshall-GreenMichael MandoHannibal Buress e Abraham Attah 

‘Homem-Aranha: De Volta ao lar’ estreia 27 de julho de 2017 nos cinemas.

Ah sim! Claro, Homem de Ferro (Robert Downey Jr.) também estará no filme e será um dos destaques no roteiro do longa ao lado do teioso.

Homem de Ferro terá participação especial no novo filme do Aranha.

E você? o que achou da nova Mary Jane? Deixe o seu comentário e não deixe de assinar o nosso canal no youtube.

por Thales Hill / Equipe Bang

>Link  

Mortal Kombat de volta ao Cinema!
   Canal  Bang  │     15 de agosto de 2016   │     19:15  │  0

 

Versão mais atual do game.

Versão mais atual do game para PS4, XBox One e PC.

No que diz respeito a Games de Luta, Mortal Kombat é um dos primeiros lembrados da lista pelo público. Em 1995, o diretor Paul W.S. Anderson (Resident Evil) dirigiu o primeiro filme da franquia que embora tenha tido um orçamento pequeno (US$ 20 milhões de Obamas), teve um resultado até razoável, captando US$122 milhões no mundo inteiro, um feito incrível se tratando de uma adaptação, deixando os fãs até satisfeitos, bem diferente do fracasso enorme do seu concorrente Street Fighter nas telonas.

Sub-Zero e Liu Kang (Robin Shou) em Mortal Kombar: O Filme.

O Elenco de Mortal Kombat 1 contava com Christopher Lambert (Highlander) no papel do Deus do trovão Raiden.

Após o grande feito do primeiro filme,  a New Line Studios resolveu fazer uma sequência, eis aí o erro deles, trocaram uma boa parte do elenco, incluindo o diretor e Mortal Kombat – A Aniquilação (1997) que teve um orçamento de US$ 30 milhões, arrecadou apenas US$51 milhões em todo o mundo, uma “aniquilação” total onde receberam uma saraivada de críticas extremamente negativas, e a franquia foi encerrada nos cinemas.

A esquerda Sonya de Mortal Kombat 1 (Bridgette Wilson), e a direira a Sonya de Mortal Kombat: Aniquilação (Sandra Hess)

A esquerda Bridgette Wilson, a Sonya de Mortal Kombat 1, e a direira Sandra Hess a Sonya de Mortal Kombat: Aniquilação.

Shao Kahn (Brian Thompson) em Mortal Kombat: Aniquilação (1997).

Contudo, eis uma esperança para os fãs do game, James Wan (diretor de Velozes & Furiosos 7 e Invocação do Mal) é fã do game e acredita muito no potencial da franquia para um novo reboot, sim! É isto mesmo que você leu, brevemente veremos Liu Kang, Sub-Zero, Kitana e CIA novamente nas telonas. Em entrevista, James prometeu uma pegada mais Dark, Sombria e bem mais violenta do filme, em outras palavras, o diretor quer trazer realmente a atmosfera do jogo para o filme (Uau! Aí sim!).

James Wan (Diretor/Roteirista), o responsável pela volta de Mortal Kombat às telonas.

Atualmente James Wan está focado na direção de Aquaman, e falou que terá muita cautela em fazer este “Reboot” do Liu Kang e sua turma.

“A chave aqui é tentar e fazer o certo. Eu não quero nada apressado. Então, agora, nós estamos apenas tentando tomar nosso tempo para se certificar de que o roteiro desse filme está indo na direção certa. Eu acho que isso é mais importante do que tentar apressá-lo e fazer algo que ninguém goste … então vamos ver. ” Disse James Wan em entrevista a IGN.

Alguns rumores estão falando que já existe possibilidade de Megan Fox e Ronda Rousey estarem cotadas para os papéis de Kitana e Sonya Blade.

Megan Fox será a próxima Kitana?

Megan Fox será a próxima Kitana?

Ronda Rousey será a próxima Sonya Blade?

Enquanto isso, assim como nós do canal bang, se você também é um fã de Mortal Kombat, é aguardar pra ver! O que vocês acham deste retorno de Raiden e Shang Tsung  aos cinemas? Deixe o seu comentário.

Thales Hill / Equipe Bang

>Link  

Esquadrão Suicida (Crítica) – COM SPOILERS
   Canal  Bang  │     14 de agosto de 2016   │     22:28  │  1

 

Esquadrão Suicida

Esquadrão Suicida

Não atire tomates podres

Muita polêmica foi gerada antes mesmo do filme estrear nos cinemas, sites, colunas, reviews e toda a sorte de críticos fuzilaram o filme, influenciando talvez uma parcela de pessoas a não verem o filme. Se você está aqui e não viu o filme por conta disso temos um recado pra você: VÁ AO CINEMA! A crítica pode apontar erros que talvez você concorde ou não, mas no fim é a sua experiência no cinema que conta. Aquele sentimento que você fica ao sair da sala de exibição é a sua melhor crítica. Não deixe de ir ao cinema porque fulano disse que o filme é ruim, ou por conta de uma nota ruim que algum site deu. Vá ao cinema, tire suas conclusões e então julgue se o filme é bom ou ruim.

Faz algum tempo, desde da trilogia de filmes do Batman dirigida por Christopher Nolan, que os filmes do universo DC Comics tem sido alvo de críticas e não tem conseguido emplacar uma unanimidade quanto a qualidade de seus filmes, mas devemos dizer que Esquadrão Suicida foi uma relativa e positiva surpresa comparada aos filmes mais ou menos ou ruins que estávamos vendo (Sim Batman v Superman, estamos falando de você). Foi relativamente satisfatório sair de um filme da DC e não sentir que o filme foi um fiasco total.

Margot Robbie

Arlequina (Margot Robbie), roubando a cena!

Se você foi ao cinema (Caso não tenha ido, gostaríamos de lhe informar que este post contem SPOILERS) e quer ver o que achamos do filme, seja bem vindo e aperte o cinto.

Os Suicidas

A abertura é sem rodeios e coloca você no clima frenético que o filme vai ter por quase todo o desenrolar da trama, o ponto forte aqui fica por conta da trilha sonora, cenas conduzidas por artistas antigos e contemporâneos são escolhas mais do que bem vindas para apresentar os personagens, AC/DC, Black Sabath, Queen e Eminem são exemplos que iremos encontrar, ponto pra Esquadrão Suicida! Mas a escolha dos letreiros envolvendo os personagens destoa bastante com a atmosfera vilanesca que o diálogo de Amanda Waller com os oficiais do governo quer passar. Viola Davis interpreta essa que é a pessoa responsável por controlar o Esquadrão Suicida.

Viola Davis convence no papel de Amanda Waller.

Viola Davis convence no papel de Amanda Waller.

Mesmo com a ótima atuação de Davis na cena a escolha de letreiros e fontes para apresentar os personagens lembram clipes musicais da MTV dos anos 90 e faz com que os membros ali apresentados pareçam simples malfeitores ou que não são tão perigosos e sinistros como os quadrinhos que os deixaram marcados. Estamos lidando com assassinos de aluguel, maníacos homicidas, piromaníacos, aberrações da natureza e toda a sorte de vilões que se possa encontrar, mas a forma escolhida para mostrá-los parece querer amenizar ou até mascarar o fato de quem são na verdade. O filme aqui se desliga de sua essência em prol de uma exaltação dos personagens que acaba por empobrecer o que esse vilões representam.

Apesar de ser composto por seis vilões e alguns militares de índole duvidosa os membros que se destacam são o Pistoleiro (Will Smith) e a Arlequina (Margot Robbie) a atuação dos dois se estende por todo o filme e é bem conduzida pelo diretor David Ayer. Mesmo com os dois personagens sendo bem trabalhados o vazio dos outros nunca é preenchido, o que leva o roteiro do filme a perder muito tentando justificar apenas 2 dos seis Suicidas.

 

Will Smith não apenas convence como o "Pistoleiro", mas tem seu grande momento no filme.

Will Smith não apenas convence como o “Pistoleiro”, mas tem seu grande momento no filme.

 

História com altos e baixos

Um dos pontos fracos do roteiro fica por conta da insistência de tratar do Coringa, muitas vezes a trama tem que parar no decorrer do filme para haver a aparição do tão esperado vilão do Homem Morcego. O filme trata do Esquadrão, o Coringa não é membro ponto. Sua aparição devia se limitar a explicar o passado da Dra. Harley Quinzel antes de se transformar em Arlequina. Em vários pontos do longa parece que o Coringa nos é empurrado goela a baixo, quase como se fosse necessária a sua aparição para promover o filme. Existem dois atores excelentes (Smith e Robbie) conduzindo a trama, Leto é um ótimo ator mas esse coringa não parece ser necessário para a trama em momento algum.

Apesar da insistência em usar o Coringa no roteiro a trama consegue se desenvolver bem, as cenas de ação são bem conduzidas e os efeitos visuais são bem utilizados. Esse não é nem um roteiro genial com reviravoltas e partes surpreendentes, mas em sua simplicidade Esquadrão Suicida consegue nos entregar uma trama com início, meio e fim sem nos deixar com ressentimentos sobre a sua conclusão.

Jared Leto é o pior Coringa de todos os tempos.

Jared Leto é o pior Coringa de todos os tempos.

AH…  O Coringa…

Esse deve ser o pior ponto do filme. Pronto, foi dito. Engula as lágrimas e vamos seguir. O ator Jared Leto passou meses se preparando, gerando polêmicas como enviar um rato morto para uma das colegas da produção, passar meses estudando o personagem, MAS… não deu. A atuação é pobre, por muitas vezes não nos é entregue um Coringa em que pudéssemos nos identificar, Leto não consegue definir um personagem e por mais que ele não tenha obrigação de seguir qualquer maneirismo ou atuação de seus predecessores, o ator não consegue nem mesmo criar uma identidade própria forte o suficiente para marcar o personagem. Estamos falando do Coringa, O Palhaço, Arqui-inimigo do Batman. É uma enorme responsabilidade para com os fãs e não pode ser tratado de qualquer forma como foi feito no filme.

Não estamos pedindo para que seja como a interpretação de Heath Ledger ou de Jack Nicholson, esperávamos apenas que fosse fiel a sua maneira. O personagem se apóia apenas em sua aparência, não sendo carismático ou nem mesmo caricato, verdade seja dita a cena em que o Coringa pede a Harley para que ela se atire em um tanque cheio de produtos químicos é forte e bonita, mas é um evento isolado num mar de má interpretação e plot desnecessário. O Coringa deveria ser um personagem coadjuvante, sua aparição no filme deveria ser apenas justificar a “loucura” da Arlequina, mas parece que o roteiro a todo tempo tenta desesperadamente nos empurrar o casal, ficando por vezes forçado e sem sentido.

Eu sou fã e quero service

Parece que a DC finalmente está unificando seu universo nos cinemas, desde camisetas que lembram a morte do Superman a excelente aparição do Flash no filme, finalmente temos uma ideia de que todos aqueles personagens coexistem e suas ações afetam a todos. Ben Affleck faz aparições pontuais no filme, mas são suficientes para nos sentirmos satisfeitos como fãs, existem menções a ARGUS agência do governo no universo Dc que cuida e supervisiona atividades como as que o Esquadrão Suicida desempenha, temos Arlequina e o Coringa dançando juntos fazendo alusão a capa dos quadrinhos e uma referência ao uniforme clássico da Arlequina. A aparição do Flash na captura do Capitão Boomerang é muito bem feita. E referências ao asilo Arkham são bem colocadas no filme.

Flash na captura do Capitão Bumerangue. A Cena arrancou gritos eufóricos nas salas dos cinemas.

Flash na captura do Capitão Bumerangue. A Cena arrancou gritos eufóricos nas salas dos cinemas.

 

Ben Affleck cumpre bem seu papel no filme.

Ben Affleck cumpre bem seu papel no filme.

Os Olhos atentos dos fãs podem se deleitar com várias dessas pequenas perolas que enfeitam bem as cenas do longa.

Concluindo

Em épocas que os trailers praticamente te mostram tudo que você vai ver no filme foi bem inteligente esconder que o grande vilão do filme é a Magia, que durante toda a divulgação nos foi mostrada como membro do esquadrão. A aparição da personagem Katana é bem interessante e a atriz Karen Fukuhara nos surpreende e cativa nas poucas cenas em que aparece. Em contra partida Rick Flag, agente da CIA que supervisiona o esquadrão interpretado por Joel Kinnaman, faz um par romântico com a Dra. June o alter ego da Magia, mas não convence em sua interpretação e por muitas vezes serve como muleta para a trama, explicando motivos óbvios e conduzindo sem motivação os personagens do Esquadrão para sua missão.

Magia foi uma das surpresas do filme.

Magia virando foi uma das surpresas do filme.

Mesmo com tropeços o filme tem cenas marcantes como o Pistoleiro dizimando sozinho uma horda de inimigos e uma cena no bar onde todos os membros tem uma chance de se conhecer e formar laços. O filme vale o ingresso, possuindo uma boa utilização do recurso 3d. A cena final é bem construída, faz um bom uso de todos os membros do grupo encerrando com Arlequina enganando a Magia e arrancando o coração da vilã fora o que é um deleite para os olhos.

O filme é bem divertido, Margot Robbie como a Arlequina faz uma boa interpretação e as piadas que usa durante todo o filme são pontuais e divertidas, servindo até pra quebrar o gelo de certas situações “climão”.

Se passarmos pela atuação sofrível do Coringa e usarmos aquela boa e velha suspensão de descrença Esquadrão Suicida é um bom filme, diverte e nos entrega um roteiro de ação leve e descompromissado, apesar de muitos tropeços.

Por isso a nota 8 é suficiente e adequada para esse filme, esperamos que a DC continue se esforçando como fez com Esquadrão Suicida para quem sabe no futuro nos presentear com filmes ainda melhores.

Por Adamah Freitas / Equipe Canal Bang

>Link  

PORRADA NERD: Esquadrão Suicida
   Canal  Bang  │     13 de agosto de 2016   │     14:27  │  0

É isso mesmo, senhoras e senhores, o Canal BANG está de quadro novo, o PORRADA NERD! Nesse novo quadro, teremos sempre um debate cara-a-cara sem muita edição, sem muita firula, sobre temas polêmicos da cultura pop.

Para estrear o programa, não poderíamos falar de um assunto menos polêmico que ESQUADRÃO SUICIDA! Hater de um lado, fã do outro lado e o Thales sofrendo no meio? Só se for agora, vem com a gente!

>Link  

All Star Batman e a redenção de Romita Jr.
   Canal  Bang  │     12 de agosto de 2016   │     3:19  │  0

Captura de Tela 2016-08-12 às 02.52.05Não é de hoje que o senhor John Romita Jr. vem decepcionando – e muito – em seus trabalhos. O ápice da preguicite aguda romitiana foi em Avengers vs. X-Men, grande saga da Marvel de 2012, e desde então o artista se manteve no mesmo patamar. Trágico para um dos responsáveis por ícones como Kick-Ass terem tomado forma.

Como um constante crítico do cara, nunca poupei palavras ao demonstrar o quão pavorosa sua arte parecia ao meu olhar e estava crente que minha opinião não mudaria nem tão cedo – o run do Superman dos Novos 52 desenhado por ele só deixou isso mais forte dentro de mim.

Eis que surge 2016 e cai no colo do cidadão dois trabalhos de extremo renome e periculosidade: The Dark Knight: The Last Crusade, uma prequela de O Cavaleiro das Trevas, maior obra de “um tal de” Frank Miller, e All Star Batman, uma revista do Morcegão atrelada à cronologia da DC mas bastante independente do ponto de vista criativo, com ninguém mais, ninguém menos que Scott Snyder no roteiro.

E não é que desencantou? Esbanjando consistência em The Last Crusade, Romita Jr. me fez começar a repensar todo esse ódio guardado dentro de mim pela sua arte e pela sua feição boa praça de cinquenta e muitos anos. Em All Star Batman, que teve sua edição #1 lançada essa semana, foi o xeque-mate.

Maldito.

Por Equipe Bang / Gustavo Gobbi

>Link  

Flash! BANG – A pré-estreia de Esquadrão Suicida
   Canal  Bang  │     8 de agosto de 2016   │     17:15  │  0

Maaaais um Flash! BANG no ar, senhoras e senhores! Nessa semana, fomos cobrir a pré-estreia de um dos filmes de herois (ou anti-herois) mais aguardado dos últimos tempos: Esquadrão Suicida!

Pega a pipoca e refri e vem com a gente!

>Link  

As novidades da SAN DIEGO COMIC CON 2016!
   Canal  Bang  │     3 de agosto de 2016   │     8:20  │  0

Por mais um ano a San Diego Comic Con surpreende os fãs de quadrinhos e filmes com diversas novidades relativas a Marvel, Disney, Warner, Paramount, CW e muito mais. No programa BANG dessa semana, falamos sobre os destaques da edição 2016 da SDCC, que é a maior convenção anual do gênero.

Pegue seu guaraná e sua pipoca e venha com a gente!

>Link