Crítica | John Wick – Um Novo Dia para Matar
   Canal  Bang  │     18 de fevereiro de 2017   │     7:52  │  0

John Wick (Keanu Reeves) está de volta, agora com mais moral que em 2014, quando apareceu pela primeira vez sem muita propaganda e, mesmo assim, caiu na graça do povo.

Assim como “De Volta ao Jogo”, Um Novo Dia para Matar continua com sua ação frenética e muita cena de tiro à queima roupa mostradas sem cortes e com uma realidade incrível. Todas as cenas são bem produzidas, apesar dos poucos diálogos, o filme passa a mensagem e mostra que o gênero ação policial (mesmo que não tenha nenhuma polícia) ainda está vivo e pode lotar as sessões de cinema.

O filme começa a partir do final do primeiro filme, a trama segue o mesmo caminho da vingança do personagem, a novidade é uma “promissória”, uma dívida de sangue que um mafioso veio cobrar de John e o mesmo, a princípio, recusa-se a pagar essa dívida e acaba percebendo que uma vez dentro do jogo, a única forma de sair é resolvendo as pendências.

As coreografias das lutas e as cenas de ação são de cair o queixo, o diretor Chad Stahelski parece ter aprimorado os filmes de ação dos anos 90, trazendo sequencias incríveis sem tantos cortes rápidos.  Ele assusta seus inimigos só com o olhar, seu nome no submundo do crime é sinônimo de medo.

Um fato muito legal é quando o personagem de Laurence Fishburne aparece, lembramos de imediato da dupla que fez sucesso em Matrix, quase uma regressão aos velhos tempos.  Neo e Morpheus 18 anos depois.

Sabe aquele filme que você vai sem medo de ser feliz? Esse é John Wick – Um Novo Dia para Matar, sem 3D, poucos efeitos especiais, nada de outro mundo. Apenas um filme que faz o telespectador não perceber suas duas horas de duração.

Nota 8.0 com louvor. O filme entrega o que é esperado.

Veja o trailer:

Siga nossas redes sociais e se inscreva em nosso Canal no Youtube!

Twitter: @programabang
Instagram: @programabang
http://www.facebook.com/ProgramaBang

Por Rafael Bezerra / Equipe Bang

 

 

 

Tags:, , ,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *